11 de junho de 2011

Dicas: Refluxo

Quando comecei a fazer o blog minha intenção era de não somente compartilhar este momento tão especial com os familiares e amigos mas também de dividir experiências para futuras mães e principalmente mães de múltiplos, pois só sabe quem passa por esta experiência. Em função da falta de tempo andei postando mais notícias sobre o trio do que ajudando as futuras mães, e olha que recebo muitos emails com perguntas sobre o berço dos bebês, sobre o tratamento de fertilização, sobre o sufoco em conseguir uma equipe de ajudantes por isso gostaria de voltar a compartilhar nossa experiência e voltarei a escrever sobre alguns destes temas.

Refluxo nem toda mãe sabe o que é isto, graças a Deus, mas infelizmente quando temos uma amostra de 3 bebês, pelo menos um deles pode ter este problema que foi acontecer logo com Sofia, que para complicar ainda mais também desenvolveu alergia a todos os tipos de proteína, inclusive a soja.

É normal um bebê regurgitar pequenas quantidades de leite após mamar, no entanto alguns recém-nascidos podem apresentar o refluxo gastroesofágico, que é causado por uma falha na válvula do estômago e quando o alimento é ingerido, o sistema digestivo aciona o mecanismo de peristaltismo, que faz "descer" o alimento da boca para o esôfago, daí para o estômago. No caso da Sofia esta válvula, chamada esfíncter esofágico, não funciona direito e acaba por permitir o retorno do alimento do estômago para o esôfago. Então o alimento volta várias vezes, muitas vezes até 2 horas depois de comer ela continua a regugitar comida, o que acaba causando um desconforto como uma azia. A Sofia chegava a gritar "ai" depois de cada mamada. Como ficamos com ela no colo, muitas vezes a gente até sente a comida subindo e descendo. É uma agonia só.

Para melhorar este problema, que segundo a pediatra pode se extender até os 2 anos, ela passou a tomar Motilium de 8 em 8 horas. Melhorou um pouco mas não resolveu tudo pois continuava a golfar e a ter a azia. Chegou a tomar Label para a azia, mas era pior ainda, pois ela se torcia toda até vomitar todo o medicamento. No meio do desespero de uma madrugada em que Sofia passava mal, eu resolvi dar um medicamento que minha irmã tinha comprado no EUA, que dizia ser para problemas estomacais e soluços. Não sei se foi coincidência ou não, mas o que melhorou mesmo o refluxo da Sofia foi este remédio fitoterápico feito com plantas orgânicas, o nome é Gripe Water for Colic da Wellements. Passei a dar 3 vezes por dia, e Sofia já começou a demosntrar melhora no segundo dia de uso. A primeira impressão que tivemos foi que aliviou a azia e ela passou a ficar menos agitada depois das refeições, depois notamos que diminuiu muito o refluxo dos alimentos, ela passou a golfar menos. Fiz uma pesquisa básica na internet e vi que exitia até um fórum de mães em Portugal elogiando este medicamento. Bom fica a dica de uma mãe desesperada e que hoje consegue dar um conforto a mais para sua filha e outras mães que fizerem o teste deste medicamento me informem se conseguiram ajudar seus bebês, pois sei que é desesperador ver seu filho mal. Fiz o teste de importar o medicamento pela internet, ainda não chegou mas caso chegue eu informarei no blog o passo a passo para comprá-lo.










Atenção aos sintomas!

A criança que apresenta essa o refluxo patológico regurgita com muita freqüência, em praticamente todas as mamadas e às vezes duas ou três vezes a cada vez que mama. Além disso, a quantidade de leite que ela devolve é bem maior se comparada à de um bebê que não sofre desse problema. Por regurgitar quase todo o alimento que ingere, o bebê tem dificuldade para ganhar peso.

"Depois de regurgitar muitas vezes, o bebê sente uma dor muito forte no peito porque o ácido gástrico que é produzido no estômago provoca queimação quando passa pelo esôfago", explica o pediatra Jamal Wehba. Por conta disso, o bebê chora muito e se recusa a mamar. Em alguns bebês, o refluxo pode causar broncoespasmo, isto é, chiado no peito quando respira, ou também apnéia, que é a suspensão momentânea da respiração.

Em alguns casos, o bebê chega a ter crises que se assemelham a uma convulsão. "Ele estica os braços e vira a cabeça para trás, dando a impressão de que está tendo um ataque epilético. Os pais podem pensar que é algum problema neurológico, mas na verdade a causa pode ser o refluxo", explica o Dr. Jamal.

O que fazer para ajudar o seu bebê

É muito importante tratar o refluxo, pois além de todos os sintomas desagradáveis que ele causa nos bebês, existe a possibilidade de ocorrer uma série de problemas. A passagem constante de ácido gástrico acaba provocando estreitamento do esôfago, o que dificulta a passagem do alimento, e alteração epitelial que, futuramente, leva ao desenvolvimento de câncer.

Um comentário:

  1. Olá! Comprei esse Gripe Water para minha filha de 1 mês e meio. Experimentei e achei horrível o gosto. Parece até que estragou, sei lá… É assim mesmo ou realmente estragou? Rs

    ResponderExcluir
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...