27 de novembro de 2013

Papo de Gente Grande: Vinicius

Estes meninos estão ficando velhos muito rápido. Ontem no caminho para a escola Vinicius me chama e diz assim, falando bem direitinho, sem linguagem de bebê: 
- "Mãe, quando eu crescer quero andar de moto."
- "mas, meu filho, é muito perigoso e você não cuida da sua cabeça andando, imagina de moto!"
Daí Vinicius retruca:
- "Mas mamãe, eu vou usar capacete."
E imediatamente passa uma moto do nosso lado e ele já percebendo que eu era contra, diz:
- "Vou pedir para o papai comprar uma moto vermelha para mim igual aquela ali."
- "Meu filho, se você um dia comprar uma moto vai ser com o seu dinheiro, porque papai e mamãe acham moto muito perigoso!"

Afff meu Deus, espero que esta fascinação de Vinicius por moto passe logo, porque só de pensar eu já sofro. 

Amo demais os meus bebês velhos!




10 comentários:

  1. Teka vamos orar para que essa vontade passe :)

    Tri-beijos Desireé
    http://astrigemeasdemanaus.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. está dificil passar a vontade kkkkk vamos manter a oração :-)
      Tri-beijinhos nas três princesinhas do mar.

      Excluir
  2. Que lindo seus filhos!
    Aqui a fascinação do meu menino é por carro vermelho, trocamos de carro e teve que ser vermelho novamente a pedido do filhote.

    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menos mal Jamilly, escolher cor ainda está no lucro kkkkk. Acredita que agora ele está identificando marca de carro, ele sabe reconhecer algumas marcas associando com o carro do pai, com o carro da vó. Muito observador. Ele não sabe os nomes mas sabe quando é da mesma marca. Tri-beijinhos

      Excluir
  3. Que passe mesmo tbm tenho medo de moto,
    Cada dia mais lindooo
    Bjus
    Mamãe JHE

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Jéssica, acho que é dificil uma mãe pensar em moto para seus filhos, né?! Eu brinco que nunca tive medo da morte até ter filhos, morro de medo agora kkkkkk. é muito zelo e muito amor! Tri-beijinhos

      Excluir
  4. Sabe que o meu mais velho sempre tinha esta vontade quando era pequeno. Eu tenho pavor a moto. Mas passa, ainda bem!! Hoje ele tem 21 anos e só quer saber de carro!! Muito lindo ele!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Erica, fico feliz em saber q passa, caso contrário nunca mais dormiria kkkk.
      Tri-beijinhos

      Excluir
  5. Comentei em um post antigo dos bbs, então fiquei com receio que não fosse visualizado , decidi postar aqui pois ele é o mais atual.
    Perdão pelo post gigantesco e do tamanho da minha preocupação e angústia.
    Muito obrigada.
    Abraços.
    Olá, tudo bem?
    Muito importante existir blogs que compartilham experiências em relação a qualquer assunto.
    No caso da criação de bebês, acho essencial. É uma fase de muitas dúvidas e incertezas para os pais.
    Logicamente que valorizo a opinião de profissionais da saúde, porém faço uma crítica construtiva: o "poder da escuta" e da observação prática .
    Meu nome é Izabela e sou mãe da Valentina.Ela tem 4 meses e meio.
    Amamentei muito pouco porque tive vários problemas: mastite, bico plano...Como ela não estava ganhando peso, a pediatra recomendo o uso do leite de fórmula.
    Iniciou com o Aptamil Premium. Ela começou a ganhar peso rapidamente e a dormir melhor consequentemente. Porém, sempre observamos que ela produzia muitos gases, mas nada que a fizesse chorar muito ou sofrer.
    Aos 3 meses e meio ela começou a reclamar durante a mamada e recogitava leite após 2, 3 horas depois de ser alimentada. Passamos essa informação a pediatra que trocou pela fórmula Aptamil AR e solicitou o uso de Homeprazol( 10mg) uma vez ao dia, Montilium 2 vezes ao dia.
    Inicialmente, notamos uma mudança satisfatória. Ela quase não recogitava mais. Aos 4 meses, Valentina voltou a recogitar um pouco mais, mesmo aumentando a quantidade de Montilium de 6mg para 6,5 já que ela pesa quase 7 quilos. Observamos esse aumento de vomito, tranquilos porque ela se alimenta bem, brinca, ganha peso e não era nada exagerado.
    No domingo passado o recogito veio acompanh angue.Procferidas oboquinha e não encontramos nada. Ligamos para minha tia que é alergista e ela nos pediu para que fossemos a um pronto atendimento.

    ResponderExcluir
  6. Lá fizeram vários exames: dengue, plaquetas e etc. Nenhuma alteração nos exames.
    A pediatra da Valentina está de férias então nos indicaram uma outra que foi dos meus sobrinhos e primos. Uma profissional muito séria e experiente. Ela fez uma entrevista detalhada sobre Valentina e sobre nós:gravidez, histórico médico da família , nascimento da Valentina e etc.
    Em sua análise Valentina é alérgica a proteína do leite. Segundo a pediatra, ela não teria refluxo.
    Porém os únicos sintomas que ela teria seriam: ressecamento em algumas regiões da pele, pequenas irritações entre os bracinhos e pernas ( pensávamos que seria uma reação ao calor, ou algo relacionado a Seborreia que ela teve na cabecinha logo com um mês de nascida, a outra pediatra nos passou uma pomadinha com corticoide ) e a prisão de ventre.
    Porém volto a dizer aqui : Valentina se alimenta muito bem. Dorme bem. É tranquila para mamar de forma geral. Será que tem mesmo essa alergia à proteína do leite? Existiria graus de alergia ou intolerância a essa proteína? Por exemplo: intolerância branda, severa...
    Foi indicado a ela o leite Pregomim. Começamos a introduzi-lo hoje as 9 da manhã. Ela não o aceitou... Chorou, cuspiu por várias vezes e se irritou muito. Tentamos as 9,10, 11 da manhã. De várias formas. Colherzinha, copinho, mamadeira. Colocamos gotinhas de baunilha e nada !
    Observo que muitas vezes esses profissionais, escutam pouco. Mas você pode dizer: ela não fez a entrevista e o histórico completo? Sim, ela fez. Foi muito detalhista nas perguntas,contudo, penso que na experiência dos profissionais eles ficam apegados aos dados da maioria dos casos ou esse sintoma é disso ou daquilo... Não sei. Posso estar completamente errada.
    Mas sei que cada bebê tem suas particularidades e não dá para aplicar tratamentos da mesma maneira neles.
    Sei que a Medicina, precisa contemplar os tratamentos basados en uma " maioria" é muitas vezes em generalizações.
    Mas somente as mamães e papais, vivem o dia a dia de seus filhos e podem perceber como utilizar a informação aliada a observação e o conhecimento real de seu filho.
    Então minha opinião: o que é mais importante? Seu bebê se alimentar e se desenvolver ou ficar sem se alimentar nervoso e com fome ,já que ele não aceita um determinado tipo de fórmula?
    Me informaram que até os 6 meses não é recomendável se alimentar com leite de soja. Aos 6 meses os bbs iniciam a ingestão de papinhas, certo e poderia provar as formulas com soja . Não seria melhor ir utilizando o Pregomim aos poucos para que ela aceite de pouco a pouco esse sabor?
    Por que não realizar essa adaptação a uma nova alimentação aos poucos e de forma não tão radical? Observo que muitas vezes esses profissionais, escutam pouco.

    ResponderExcluir
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...