20 de maio de 2010

O enjôo e a Dieta

Minha médica recomendou que eu fosse para uma nutricionista, não é modismo não, mas é pura necessidade. A gravidez de trigêmeos requer cuidados especias na alimentação. Começou a Fase Não Posso Nada...e olha que eu me alimentava bem pois já comia muitas verduras, legumes, só carne branca e arroz integral. Mas nem esta alimentação foi suficiente para levar broncas da nutricionista.

Na minha primeira consulta foi na 7a. semana, no auge do meu enjôo, e a consulta foi totalmente sem noção, primeiro porque não sabia exatamente quantos bebês estavam na minha barriga, segundo porque eu não comia nada porque estava enjoada de tudo. Inclusive o que eu comia antes não conseguia comer mais, a única coisa que eu conseguia comer era pão-de-queijo. E este foi o primeiro mimo que recebi a favor dos meus desejos...abrindo uma parágrafo a parte...

Comi o melhor pão-de-queijo de minas, que foi feito por nossos amigos Ana e Geraldinho donos do restaurante mineirinho Mina d'água. ô trem bom de gostoso!!! A primeira safra de pão de queijo que eles fizeram para mim rendeu a primeira bronca na nutricionista, porque ao invés de eu seguir a receita dela, me alimeitei por duas semanas somente de pão-de-queijo. Mas não foi qualquer pão-de-queijo, foi o caseiro e legítimo mineiro, feito só para meus bebês...um mimo só!!!

Voltando a bronca, fiquei tão triste com a consulta de retorno 15 dias depois que agora resolvi obedecer para não levar mais carão. Como tudo que está na lista, fico lotada de tanta fibra que como, não aguento mais ver uma cápsula na minha frente: cápsula de ômega-3 (linfish), cápsula de vitaminas (são 3 por dia), e muuuuuuita comida que se resume a legumes (sem tubérculos), verduras (que só consegui voltar a comer esta semana), feijão (raramente comia), frango, peixes, e frutos do mar, além de muito pão integral e ovo. Frutas são minhas sobremesas e lanchinhos, é a parte mais gostosa da dieta. Quando dá uma vontade louca de comer doce como meus 4 mini cookies integrais ou 1 banana. O mais difícil para mim é fracionar as refeições, os famosos lanchinhos de 3 em 3 horas. Tem lanche que eu ainda estou cheia da refeição anterior (principalmente de manhã). Eu não estava acostumada a comer tanto.

Li que em uma gravidez normal, os bebês ganham peso a partir do 7a. mês e que na gravidez múltipla é o contrário, temos que comer muito nos primeiros trimestres para que o bebês se desenvolvam mais rápido, já que normalmente nascem prematuros.

Bebês, favor aguentar a comilança da mamãe o máximo possível!!!

Um comentário:

  1. Adoramos ler isso! Inclusive já estamos planejando mais uma safra, assim que o queijo chegar te aviso.
    Uma graça seu blog. Parabéns!

    ResponderExcluir
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...